From Sivuca
Data: Quinta-feira, 21 de Maio de 1998 17:55
Assunto: Re: [Parapente-BR] cabo ou lastro, quase um horror... ok, É um
horror!!



José Luiz

Tenho algumas considerações a fazer e e natural que muitos nao concordem,
entretanto quero lembrar que me baseio sempre em PRATICA e ESTATÍSTICA,
apesar do cunho as vezes bucólico de minhas mensagens.

Ha alguns anos, um grande piloto, o Urs Haari, disse uma frase que nunca
mais deixei de lado "se eu precisar de ajuda para decolar, nao decolo" Na
época, eu tinha algumas dificuldades para decolar, e percebi que nao tinha
cabimento conviver pacificamente com este tipo de problema, especialmente
por que a decolagem e um momento bastante critico e o piloto definitivamente
nao pode se dar ao luxo de poder ter dificuldades para decolar, a nao ser
que nao tenha instinto de preservação de sua integridade física (sem contar
a moral).
Passei a praticar novas técnicas de decolagem e cheguei ao que gerou esta
conversa. Pois bem, costumo dizer ao meu povo: "nunca peca ajuda para
decolar, nunca ajude ninguém a decolar".
Estes pilotos decolam sempre certo e nunca precisam de ajuda, seja com o
vento que for. Nunca nenhum deles feriu-se na decolagem, nunca nenhum deles
precisou de lastro (cabo).

Assisto constantemente absurdos como:

-Pilotos que inflam o parapente de frente com vento forte e vão cair sobre
os carros no estacionamento
-Pilotos pedem lastro, inflam o paraca torto. O coitado que esta dando
lastro nao consegue segurar e acaba soltando o infeliz que sai rolando feito
um albatroz. Em seguida e chamado de animal para cima por ter "atrapalhado"
o pobre piloto.
-Pilotos que passam suas tardes tentando inflar seus paracas e voltam para
casa sem voar pois nao conseguem equilibra-lo sobre suas cabeças, enquanto o
espaço aéreo parece um piquenique.
-Pilotos que acham que ventaca e dia perfeito para voar duplo e precisam de
10 pessoas para segura-lo (pilotos ditos "respeitados" inclusive)
-Pilotos que acreditam piamente que vão voar para frente com seus bacalhaus
em ventos de 30km/h. Decolam e vão visitar o "futirroto" (como dizem no
Ceara).

A partir dai, eu lhe questiono: Que tipo de piloto precisa de cabo?
Nao seria o mesmo piloto que precisa passar algumas horas treinando inflagem
no morrinho? Nao seria o mesmo piloto que precisa aprender a controlar seus
ímpetos de desespero em voar qualquer custo independente da condição? Nao
seria o mesmo piloto que precisa aceitar o fato que a decolagem e sua
responsabilidade e nao do Homem Pedra? Seria o piloto que nao considera um
tufão impedimento suficiente para seu vôo?

Ainda: Por que muitos pilotos nao assumem que precisam treinar decolagem?
Será vergonha de confessar isto perante os colegas que os julgam excelentes
pilotos?

Ainda: Por que responsabilizar-se pela decolagem de alguém que deveria ir
treinar para faze-lo sozinho dando-lhe lastro?

E finalmente: Com que direito acusamos alguém de ter dado lastro errado se o
compromisso de cada um e decolar corretamente e sozinho?

Filosofem, queridos

Sivuca

 

 

Gostou do texto? Aproveite pra comprar o livro, tem muito mais!


Numero de assinantes na lista parapente-br em 21/05/1998 : 250
Numero de mensagens desde 10/01/1998: 2083 recebidas