foto - Pilota Inahia
Achar que uma pessoa precisa ter um perfil muito específico para se tornar um piloto de parapente é na verdade um exagero.

Não é realmente importante que você seja um super esportista para ser piloto. Basta um pequeno condicionamento físico, algo como ser capaz de correr até a esquina já é suficiente.

Naturalmente se as artérias de seu coração estiverem entupidas ou você sofrer de labirintite, preferimos que você gaste sua grana com médicos antes de iniciar no esporte.

Assim, a imagem do doidão radical, com dread-locks nos cabelos, pronto pra radicalizar logo nos primeiros vôos já está mais que fora da nossa realidade.

Falando em estatísticas, o piloto de parapente tem na média, de 25 a 45 anos de idade, é um cidadão da classe A ou B e é do sexo masculino. É claro que isto não impede que várias mulheres venham para o esporte, muito pelo contrário, elas são bem vindas e podem ficar certas de encontrar muita camaradagem, muita união, muito coleguismo entre os pilotos de parapente.

O parapente é um esporte bastante versátil. Permite um sem-número de variações de sua prática.

  • Você pode ser um piloto de competições e participar até do cenário mundial, basta querer.
  • Você pode ser um acrobata do parapente, aprender a virar de cabeça pra baixo fazendo todo tipo de manobras radicais como loopings, SATs, tumblings, helicópteros, etc, é só querer.
  • Você pode se tornar um quebrador de recordes, viajando pelos desertos do mundo em busca de vôos de centenas quilômetros de distância, é só querer. (apesar que não é preciso ir tão longe para voar ao menos uma centeninha de quilômetros. A maior distância voada no Pico do Gavião onde treinamos, foi 160km).

  • Você pode passar seus finais de semana na praia levando um monte de turistas voar duplo com você e ainda descolar uma grana, é só querer.

  • Você pode aprender mil coisas a respeito do esporte e abrir uma escola para ensinar novas pessoas a voar tão bem como você voa, é só querer.

  • Você pode ser um piloto que aparece de vez em quando na sua rampa preferida, encontra os amigos, enrosca umas térmicas, faz umas tiradas, fica uma hora curtindo o lift ou até faz um pregão até o pouso, é só querer.

Nosso esporte tem espaço para todo tipo de pessoa e nenhuma é mais especial que outro. Todas as pessoas aproveitam do esporte da maneira que mais lhes agrada, e é isso que devemos levar em conta. Não há um perfil para que a gente se encaixe, o perfil do voador é o seu perfil, é a sua personalidade se manifestando no esporte, pendurado no céu, seja você pai de família ou molecão, seja você sedentário ou iron-man, seja você homem ou mulher, o esporte é seu.